Área do Aluno
20 de julho de 2020

Treze dicas para finalmente vencer a procrastinação

- 13 WAYS TO FINALLY STOP PROCRASTINATING -

Hoje vamos falar de procrastinação. Aquela vontadinha de deixar para depois, de ver só mais um episódio da nossa série favorita, antes de pegar firme nos estudos, aquele modo soneca no despertador do celular... Quem nunca procrastinou que atire a primeira pedra! 😳😳

A procrastinação não deve ser confundida com preguiça – na maior parte dos casos, ela é o resultado de sentimentos e emoções negativas, como ansiedade, medo de fracassar, perfeccionismo. Então, nada de ficar se maltratando 😭😭 ainda mais por demorar para iniciar seus projetos e tarefas: lembre-se que a procrastinação é um sintoma de questões internas e que há técnicas que podem nos ajudar evitar cair nas suas garras.

  1. Respire e preste atenção em você. Pergunte-se em que situações a procrastinação acontece. Nestas situações, o que você sente? O que lhe assombra?
  2. Pratique a chamada gestão eficaz do tempo, criando prazos para cada tarefa. Depois, compare a sua estimativa com o prazo estipulado. Assim, você vai aprimorando seus padrões de trabalho e sua capacidade de atribuir prazos a tarefas e melhora não apenas sua produtividade, mas sua qualidade de vida, ao reduzir o estresse.
  3. Mude sua perspectiva: repare nas tarefas concluídas dentro ou antes do prazo. O que o atraiu nelas? O que você fez para as concluir tão rapidamente? Observe então as tarefas que demandaram mais que o estipulado. O objetivo aqui é identificar o que funciona melhor e repetir para as outras tarefas. Coloque o foco na solução e não no problema!
  4. Comprometa-se com suas tarefas. Faça uma lista de tarefas que são mais fáceis, ou que você gosta mais e atribua um prazo a cada uma. Após completar todas, risque as tarefas finalizadas. Então, faça uma lista das tarefas mais chatas ou mais difíceis – aquelas que você já sabe que podem te levar de volta aos braços da procrastinação. Ao completar primeiro a lista das mais fáceis, o próprio fato de você riscar as tarefas vai não apenas lhe trazer uma sensação de dever cumprido, mas vai trazer um reforço positivo para sua autoconfiança.
  5. Trabalhe em ambientes produtivos. Ao fazer trabalhos em equipe, procure se aproximar das pessoas que não têm tendência a procrastinar e podem servir de inspiração e motivação para você. Não estude com o celular por perto, nem com a TV ligada, ou – caso esteja no computador – com outras janelas senão as necessárias abertas. Estudar na biblioteca pode ser uma ótima opção para você. Assim, você se ajuda, ao remover obstáculos e evitar cair em tentação.
  6. Seja realista. Não superestime sua capacidade de estudar e produzir. Metas muito agressivas podem reduzir sua produtividade, na medida que podem intensificar a ansiedade e, por consequência, estimular a procrastinação. E tarefas muito fáceis não vão ajudar você a chegar mais perto do sucesso. Partindo de expectativas reais, você evita o desapontamento e a auto sabotagem e as objetivos inatingíveis só farão você perder tempo à toa. Por que tentar o impossível?
  7. Diálogo interno positivo. Repare em como você conversa e pensa sobre si mesmo. Você diria aos outros as palavras duras que frequentemente diz a si mesmo? Trabalhe com foco na solução, identifique o que você faz e que traz resultados e replique ações e atitudes que o ajudam a ter êxito nas tarefas. Observe seus diálogos internos enquanto você procrastina, perdoe-se pelo tempo que já procrastinou e em vez de dizer palavras duras, que tal dizer palavras de incentivo ao seu Eu? Imagine que você está encorajando um amigo que precisa de reforço positivo e suporte.
  8. Faça uma agenda que contemple tempo livre para você relaxar, descansar e se divertir. Lembre-se de incluir intervalos quando for planejar as suas tarefas e não se esqueça das atividades extracurriculares. Ao manter uma agenda flexível e com prazo para o relaxamento e a diversão, você mantém o estresse à distância, tem maior tranquilidade para cumprir suas tarefas e evita aquele sentimento de estar sempre sobrecarregado.
  9. Use o método do “queijo suíço”. Ao se deparar com uma tarefa longa (no caso, o queijo 🧀🧀, divida-a em pequenos pedaços e realize o máximo possível destas tarefinhas. Depois, pare e relaxe, ou dedique-se a outro projeto. Desta maneira, você não se sente sobrecarregado pelo tamanho do projeto; além disso, você cria um impulso e remove um obstáculo.
  10. Não se perca nas fantasias. Em vez de ficar sonhando de olhos abertos (daydreaming) e fantasiando os resultados desejados, crie um plano de ação, com passos claros e estratégicos que o levarão a atingir seu objetivo. Desta maneira, você evita se perder na sua própria imaginação e ainda usa seu tempo de maneira mais eficiente, já que elaborar planos efetivos de ação vai otimizar a energia que você investe no seu trabalho.
  11. Prepare-se para os obstáculos. Sabendo que, por exemplo, você vai querer dar aquela olhadinha 👀 nas redes sociais ou no WhatsApp, não seria realista nenhum plano que não levasse em conta este tipo de distração. Portanto, insira intervalos em suas tarefas, quando você vai poder tomar um café ☕️, conferir suas redes sociais enquanto descansa a cabeça também. Com isso, mais uma agenda flexível como descrito no item 8, você consegue se preparar de antemão para não cair em tentação e ainda tem tempo disponível para ajustar as tarefas, caso se alongue mais em uma delas, caso ocorra algum imprevisto.
  12. A cada meta atingida, celebre! Crie um sistema de recompensas para comemorar as tarefas executadas. O reforço positivo não apenas é mais divertido, mas traz resultados muito melhores no seu desenvolvimento pessoal.
  13. Seja paciente consigo mesmo. Mudar hábitos é um processo e neste processo é normal que alguns dias sejam piores que os outros. Perdoe-se pelos erros cometidos e comprometa-se a fazer o seu melhor sempre, mantendo em mente que não há soluções mágicas. O importante é entender que existe um progresso e que ele vai trazer resultados bem frutíferos no longo prazo.

Em resumo: a procrastinação tem raízes na ansiedade e no medo. Use algumas – ou todas – as técnicas listadas a seguir e observe quais são as melhores para você e sua rotina. Tenha fé em si mesmo, estabeleça metas, elabore um plano de ação e não desista!

 

cross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram