Área do Aluno

Prova de Proficiência em Inglês: O que é e 5 Maneiras Simples para Se Preparar

Vitor Bernardino Marques4 de setembro de 2021

O Brasil nos últimos anos se tornou um lugar muito próspero para o ensino universitário, e existem aqueles que almejam mais: um mestrado.

A questão é que para fazer o mestrado o estudante precisa dominar a leitura de textos em inglês, para as disciplinas e dissertação. E é por isso que o inglês é a língua exigida pela maioria dos programas de mestrado para a prova de proficiência.

Então, neste artigo vamos falar sobre a prova de proficiência em inglês do Mestrado e dar dicas para te ajudar a superar as suas dificuldades. Mas antes: você sabe o que é a prova de proficiência? 

O que é prova de proficiência?

A prova de proficiência tem como objetivo avaliar o domínio da língua inglesa a fim de medir a capacidade do aluno de atender as demandas de leitura de artigos científicos em inglês de um mestrado ou doutorado. 

Existem vários formatos de prova, incluindo pergunta de múltipla escolha, perguntas abertas, tradução de textos, perguntas de compreensão de textos em inglês com respostas em português, uma mistura de todas as possibilidades anteriores e outras.

As provas de proficiência podem ser elaboradas pelo departamento de línguas da universidade, ou em alguns casos pelo próprio programa de pós-graduação. Você poderá saber maiores informações tanto pelo edital do programa, como também no site de centros de língua das universidades. 

Também pode ser bastante útil, conversar com a coordenação da pós e com colegas que já fizeram a prova, ou cursaram o mesmo programa que você está interessado.

 

Prova de proficiência em inglês do mestrado e doutorado

Antes de qualquer coisa é importante saber que para ingressar em um programa de mestrado (ou mesmo doutorado), em geral é necessário passar por um processo seletivo bastante rigoroso.

Dentro deste processo seletivo, o programa de pós-graduação irá disponibilizar um edital explicando quais são os requisitos que precisam ser preenchidos e as etapas de avaliação.

Geralmente, a aceitação em um programa depende dos seguintes pontos:

  • Prova escrita sobre conteúdo previamente disponibilizado;
  • Uma carta de intenção;
  • Um anteprojeto ou projeto de pesquisa;
  • Desempenho durante a entrevista;
  • O currículo do candidato.

Quanto à prova de proficiência em inglês do mestrado, essa pode acontecer como um pré-requisito, sendo de caráter eliminatório ou classificatório.

Alguns programas de pós permitem que a prova de proficiência seja feita depois que o aluno já está ingressado no curso.

Também vale pontuar que alguns cursos de mestrado deixam a cargo do aluno escolher o idioma que ele prefere testar seus conhecimentos. Outros exigem o inglês obrigatoriamente.

Normalmente, para o mestrado, o aluno deve obter a proficiência em apenas um idioma, e alguns programas permitem que o aluno escolha entre inglês, francês ou espanhol. A maioria dos programas tem o inglês como obrigatório, já que a maioria dos artigos que o aluno irá ler ao longo do mestrado será em inglês. Já no Dourado o comum é a exigência que o aluno tenha proficiência em duas línguas sendo inglês uma delas.

Alternativamente, pode existir a possibilidade de substituir a prova de proficiência do mestrado por uma certificação externa de outras instituições, isso vai depender do que está estabelecido no edital.

 

Dicas para a prova de proficiência em inglês do Mestrado

Agora que você já entendeu o que é a prova de proficiência e qual é o seu uso, vamos te dar seis (6) dicas para se preparar e conseguir obter o melhor desempenho possível.

Dica 1: Estude corretamente

É importante ter uma metodologia de estudos focada, em que o aluno deve perder o mínimo de tempo possível com assuntos que não tem uma grande relevância na prova.

Por outro lado, por mais importante que seja ter um estudo focado, isso não significa limitar-se apenas a sua área do conhecimento. Inclusive, um curso especializado pode ajudar.

Isso porque a intenção principal de uma prova de proficiência em inglês do Mestrado é verificar se o candidato está apto a ler artigos científicos em inglês.

Um bom atalho seria um curso direcionado para o que você precisa, que priorize:

  • Leitura e compreensão de texto, e não coisas que não caem na prova, como conversação e listening
  • Desenvolvimento de Vocabulário básico geral para a prova
  • Somente a quantidade de gramática necessária para compreender melhor os textos e fazer uma boa prova

 

Dica 2: Estude apenas a gramática que importa e esqueça o resto

Por mais que algumas provas de proficiência possa ter perguntas relacionadas a gramática (uma vez mais, leia o edital e se possível conheça provas anteriores) o foco da maioria das provas de proficiência não é a gramática. Não é aconselhável estudar absolutamente tudo, pois se seu tempo é escasso, isso pode te levar a perder o foco e não dominar primeiro aquilo que você precisará mais: Saber ler.

Levando isso em consideração, existem alguns assuntos gramaticais que são muito mais recorrentes nas provas de proficiência, são eles:

  • Tempos Verbais;
  • Grupos Nominais;
  • Conjunções;
  • Prefixos;
  • Sufixos.
  • Verbos;
  • Adjetivos;
  • Preposições;
  • Conjunções.

Se o aluno estiver bastante afiado nesses temas, ele muito provavelmente conseguirá compreender todos os textos da prova sem maior dificuldade.

Algumas instituições podem até permitir o uso de um dicionário, onde o foco da prova está muito mais em medir a capacidade do aluno em descobrir significados e entender textos, ocupando ferramentas disponíveis, do que em autonomia de compreensão.

De qualquer forma, aprender um pouco de gramática sempre ajuda. O mais recomendável é você aprender gramática a partir dos próprios textos que estuda. Assim você vai acoplando o que aprende de gramática com a história do texto, e isso nós já comprovamos em nossos cursos que é a forma mais eficaz de aprender gramática.

Dica 3: Domine primeiro o vocabulário mais recorrente

O vocabulário mais comum de estar em provas de proficiência, é o de inglês científico jornalístico. Vocabulários muito específicos, não costumam ser maioria, mas sim vocabulário técnico geral.

Um dos maiores erros cometidos por aqueles que realizam provas de proficiência é achar que precisam conhecer todos os termos da sua área ou curso, e não dominar o vocabulário geral. 

Na verdade, os termos exigidos estão relacionados ao campo macro do conhecimento, ou seja, termos gerais da área de humanas, exatas ou biológicas

Estudar todos os termos de uma determinada área como essa pode ser altamente ineficiente. Então a melhor forma é conhecer provas anteriores, ou estudar com textos referências e evitar estudar com dicionário. 

Se sua prova será composta por textos, aprender a ler e entender um texto vai muito mais além do que ser capaz de memorizar dicionário.

Ao aprender a ler 100% um texto em inglês, que seja referência para sua prova, você terá aprendido um conjunto de vocabulário junto com a “estorinha” que conta o texto.  

 

Dica 4: Aprenda a fazer Scanning e Skimming

Algo que pode ser de grande utilidade durante uma prova de proficiência em inglês do mestrado é a habilidade de ler um texto rapidamente e extrair suas informações.

Aqui vamos falar de 02 técnicas, que possivelmente você já ouviu falar: Scanning e Skimming. São duas técnicas distintas, porém complementares. Resumidamente:

 

  • Skimming: usada para identificar os elementos complementares ao texto como imagens, títulos, negritos, gráficos e demais destaques;
  • Scanning: do verbo em inglês “scan”, e aportuguesado como “escanear”, é utilizado para extrair informações específicas de um texto.

De forma geral as pessoas já fazem uso dessas técnicas naturalmente quando estão lendo textos não literários como notícias em jornais ou postagens em blogs.

O uso delas geralmente acontece em sequência, primeiro o Skimming, para identificar se realmente vale a pena a leitura e se o texto contém as informações que o leitor procura.

Depois entra o Scanning, para identificar no texto os pontos mais importantes e relevantes, mesmo que isso signifique sacrificar boa parte da leitura.

Na realidade, por causa da difusão tão massiva de conteúdo na internet, essas habilidades se tornarão praticamente uma necessidade.

Inclusive, é justamente por isso que hoje os melhores textos são aqueles que apostam na escaneabilidade, usando a formatação da melhor forma possível.

Em uma situação como uma prova em que o tempo é uma variável, esse tipo de técnica pode ser de grande valia.

Agora um ponto que merece TODA sua atenção e que é pouco comentado é:

 

A escolha das estratégias de leitura e resolução de prova deve levar em consideração o tipo de prova. Verifique bem se sua prova exige tradução, se tem perguntas de múltipla escolha, se há resposta aberta sobre alguma informação do texto ou sobre sua compreensão e opinião sobre o tema tratado. Usar as estratégias e dicas sem fazer essas considerações podem te atrapalhar em vez de ajudar.

Dica 5: Otimize seu tempo nos estudos e na prova

Por fim, uma dica que serve tanto para resolução de uma prova de proficiência em inglês do mestrado, como para estudos em geral: saber otimizar o seu tempo.

Uma boa forma de otimizar seu tempo, está completamente relacionada à organização. Ter horários específicos para estudar, por exemplo, pode ser bastante útil.

A periodicidade e a rotina são duas coisas que ajudam muito no aprendizado de qualquer habilidade. Principalmente quando falamos de inglês. Isso porque a repetição precisa ser inteligente, e não cansativa e desgastante. Um pouquinho todo dia vale mais que um montão de vez enquanto. Por isso sempre orientamos nossos alunos a criarem uma agenda semanal de estudos personalizada à sua realidade, possibilidade e necessidade. 

Durante a prova, você pode passar o olho por cima de todas as questões e identificar aquelas que são mais fáceis e simples de serem resolvidas.

Resolver as questões mais fáceis primeiro, te permitirá dedicar todo o tempo restante às questões mais difíceis, com menor preocupação.

Algo muito comum de acontecer, é o aluno “agarrar” em uma palavra e não avançar. Se isso acontecer com você na hora da prova, não se apavore. Salte o obstáculo e siga em frente. Continue lendo o texto e resolvendo as questões que consegue.

Ao avançar na prova, você poderá se lembrar da palavra ou conseguir imaginar um significado consistente com a estória do texto, e o contexto. Em último caso, e bem no final de seu tempo: simplismente chute.

Afinal de contas, uma das piores coisas que pode acontecer durante a resolução de uma prova, é o tempo acabar e permanecerem questões em branco, cuja resposta era simples.

Isso pode causar um grande sentimento de frustração e caso o candidato não passe, pode fazer ele pensar que não é capaz, quando na realidade foi apenas uma questão estratégica.

Porque um curso de inglês para mestrado/doutorado irá te ajudar a passar mais rápido e com maior tranquilidade?

- Irá direcionar seus estudos  dentro daquilo que é mais prioritário no universo de provas de proficiência

- A escola já sabe o que funciona e o que não funciona e vai te guiar no caminho mais efetivo para o sucesso. Com isso, você poderá se aproveitar o conhecimento desenvolvido pela escola ao longo dos anos atuando na área.

- Aproveitará seu tempo com foco no que você precisa mais e primeiro.

- Suporte e orientação.

- Motivação.

Você se conecta com colegas que estão buscando o mesmo que você e com colegas que já conseguiram aquilo que você almeja

Como escolher o seu curso de inglês

Para concluir, caso você queira fazer uma prova de proficiência em inglês do mestrado, mas não tem disciplina para seguir as nossas dicas, procure um curso especializado.

Busque sempre as avaliações das pessoas sobre o curso almejado, pois assim você conseguirá fazer uma escolha muito mais técnica e responsável. 

Isso é muito importante porque um bom curso de inglês para mestrado pode ser a chave do sucesso para a maioria das pessoas que querem esse nível de graduação. Isso significa, basicamente, oferecer informações condensadas e resumidas para enfatizar o que realmente importa. Uma metodologia criada para transmitir o conhecimento da melhor forma.

Procure um curso que você se identifique, ou seja, que combine com você, para isso procure sempre conhecer e experimentar aulas, conhecer a plataforma, e  pergunte TUDO!!! Se a escola não lhe der informação... bom isso já diz muito né.

Conheça o método de estudo e veja se você entende e consegue acompanhar.

Conheça os professores. Você está entrando num universo acadêmico diferente do que seria o inglês do dia a dia. Estamos falando de inglês acadêmico, de pesquisas e artigos científicos. É importante que seu professor conheça essa realidade.

Procure saber sobre o conteúdo das aulas, se os textos, exercícios estão alinhados com o que você precisa para a prova

Muitas vezes o que impede o aluno de avançar é a organização dos estudos, suporte e acompanhamento. Verifique se você terá esse apoio.

Pesquise no reclame aqui e veja se a escola tem muitas reclamações.

 

Com o auxílio de um curso, o estudante evita perder tempo estudando coisas que não caem na prova, e aumentando a possibilidade de fracassar na prova.

É por isso que recomendamos a você se matricular em algum dos cursos da English Pós.

Conheça nosso curso preparatório para prova de proficiência 

Conteúdo direcionado, professores doutores, desenvolvimento de vocabulário, treino de resolução de  prova, aulas ao vivo, gestão e acompanhamento do aluno.

cross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram