Área do Aluno

Inglês Instrumental: O que Você Precisa Saber para o Mestrado e Doutorado

Vitor Bernardino Marques15 de setembro de 2021

Você já leu um edital de uma prova de mestrado, ou de doutorado, e sentiu desânimo ao perceber que sem o inglês você não pode ingressar no programa de pós, passar na prova de proficiência ou ler inúmeros artigos em inglês solicitados nas disciplinas ao longo de mestrado?

Para muitos essa realidade é assustadora, seja por falta de tempo para investir anos em uma escola de línguas, ou porque o custo de uma escola ou das aulas particulares é muito alto, ou porque não tem condições de estudar sozinho por não saber nem por onde começar.

Então nesse artigo vamos te ajudar a entender que inglês é esse exigido para entrar no mestrado e doutorado e te indicar passos que possam te guiar durante essa jornada.

A primeira coisa a saber é que para o mestrado e doutorado você precisa de um tipo de  Inglês específico, ou seja... Você precisa apenas do Inglês Instrumental.

 

Aqui vamos abordar alguns pontos importantes sobre isso:

1 - O que é o Inglês Instrumental;

2 - Para que serve o Inglês Instrumental;

3 - Diferenças entre o Inglês Instrumental e o Inglês Geral;

4 - Como é o ensino de Inglês Instrumental;

5 - Onde aprender Inglês Instrumental;

Ao término deste artigo você saberá por onde começar, que tipo de escola, suporte ou conteúdo você deve focar para se preparar para vencer o obstáculo do inglês.

 

O que é Inglês Instrumental?

O Inglês Instrumental, também chamado de Inglês para Fins Específicos, ou ESP (English for Specific Purposes), consiste em uma metodologia de ensino do inglês focada em um objetivo específico. No caso dos mestrados e doutorados, podemos chamar de Inglês para Fins Acadêmicos, ou EAP (English for Academic Purporses).

Para o mestrado e doutorado, a  principal habilidade que o aluno precisará dominar é a de leitura de artigos científicos e textos acadêmicos em inglês. Em alguns casos a escrita também pode ser necessária. 

Ao contrário de metodologias mais generalistas, em que se aprende a comunicação do dia a dia, e de forma geral, o Inglês Instrumental com o objetivo acadêmico irá preparar o aluno para dominar o inglês necessário para o bom desempenho no universo acadêmico. Esta habilidade permitirá que ele compreenda, discuta e produza conhecimentos científicos imprescindíveis para todo pesquisador, ou seja, para todos mestrandos e doutorandos. 

Curiosidade!!!

Segundo John Swales, linguista norte-americano, o Inglês Instrumental como metodologia de ensino no mundo moderno iniciou em 1962, com o artigo de Charles Barber, “some measurable characteristics of modern scientific prose”. 

Por outro lado, no Brasil o ESP chegou apenas nos anos 80, especificamente em 1983, como uma resposta dos educadores à dificuldade em lecionar inglês universitário específico para áreas de ciência e tecnologia. Como o vocabulário é mais específico , os alunos não estavam conseguindo evoluir com as metodologias tradicionais, levando professores a buscar outra abordagem.

A partir de então, o Inglês Instrumental ganhou força especialmente entre aqueles que buscam aprender o idioma para fins acadêmicos ou mesmo profissionais, e um dos fortes da metodologia é o foco em estratégias de leitura para aprendizagem.

Agora que ficou claro o conceito de Inglês instrumental, é hora de entender para que serve, e qual exatamente é a metodologia que se utiliza para ensinar. Vamos te mostrar alguns exemplos de aplicações práticas. Além disso, explicaremos as diferenças entre essa metodologia e a metodologia do inglês geral.

 

Inglês Instrumental X Inglês Tradicional 

Imagine que você tenha um amigo estrangeiro que virá ao Brasil te visitar e fazer turismo e cabe a você ensiná-lo o Português.

 A primeira coisa que você vai avaliar é em que situações ele deverá usar o português, logo notará que ele precisará de um “português do dia a dia'', por exemplo para  pedir informações, se apresentar, falar um pouco sobre ele, conversar sobre seu dia, etc... , certo!? 

Agora, se o objetivo dele for ingressar, em um mestrado ou em um curso de medicina, então certamente você iria rever o conteúdo que iria ensinar. Você focaria em termos específicos da realidade acadêmica, usaria revistas científicas e livros acadêmicos para selecionar vocabulários importantes e pontos gramaticais recorrentes em textos da área.

Você acabou de entender a essência da metodologia do Inglês Instrumental. Aprender de forma aprofundada e focada em um propósito específico, sem precisar partir do aprendizado básico da língua inglesa.

Os cursos de inglês para fins acadêmicos, se diferem dos cursos tradicionais na escolha do conteúdo programático, onde o plano de estudos é moldado com materiais próprios para melhorar as competências do aluno em prol de suas metas. Assim, o inglês instrumental serve para auxiliar você, estudante, a alcançar, de forma eficiente, seus objetivos profissionais e acadêmicos

É importante o aluno compreender que o inglês para fins acadêmico não irá ajudar satisfatoriamente numa viagem de turismo, assim como o inglês tradicional será insuficiente quando se trata de inglês para fins acadêmicos. E, portanto, nada mais sensato do que escolher o curso alinhado para seu objetivo.

 

Cursos de Inglês para Fins Específicos ou Inglês Instrumental

A depender da necessidade e interesse do aluno podemos ter em mente que é ampla a variedade de cursos de inglês instrumental, vamos comentar sobre alguns tipos assim ficará melhor para você descobrir que tipo de curso você precisa.

 

Cursos de Inglês para Fins Acadêmicos 

Se o seu foco é ingressar em um mestrado ou em um doutorado, o exame de proficiência em inglês é uma etapa inevitável. Não faz sentido, nesse caso, investir anos aprendendo todas as questões gramáticas que estruturam a língua inglesa, ou desenvolver a habilidade de writing (escrever), listening (ouvir) e speaking (falar) se essas não são exigidas na prova de proficiência.

No mestrado e doutorado além de passar na prova de proficiência você terá que ler muitos artigos em inglês (papers) por isso a habilidade principal a ser desenvolvida é o Reading (leitura). Por isso que é comum que os cursos de inglês para fins acadêmico abordem técnicas e estratégias de leitura que irão te ajudar a ganhar tempo, seja na prova ou na leitura dos artigos em inglês. 

Por exemplo, as estratégias de leitura Previewing (Predição do conteúdo) , Skimming (leitura rápida), Scanning (leitura de busca) e leitura focada.  

Essas estratégias, desenvolvem a  capacidade de selecionar apenas os conteúdos e pontos importantes para compreender a leitura, e também  a habilidade de inferir e interpretar a informação, facilitando o processamento de leitura.

Também é importante, no inglês para fins acadêmicos, estar familiarizado com palavras e expressões que aparecem na maioria dos artigos científicos independente da área, por ex:

"The experimental data are rather controversial, and there is no general agreement about …"

 

Quer conhecer algumas dessas frases acadêmicas? Cadastre-se em nosso canal e aprenda inglês com citações acadêmicas. 

Outro ponto fundamental para o acadêmico é aprender a aprender, isto é, desenvolver a habilidade de tornar-se autodidata. 

O bom curso de inglês deve ter como norte tornar seu aluno independente e capaz de seguir se aprofundando no domínio da leitura de maneira autônoma, sem necessitar eternamente de um tutor. Afinal de contas, o aluno deverá seguir sua carreira (acadêmica ou profissional) se atualizando constantemente, o que requer que ele explore diferentes temas e, portanto, se depare com novos vocabulários em inglês.

É comum estudantes de pós-graduação tentarem aprender todas as habilidades de inglês ao mesmo tempo, mesmo que não sejam todas necessárias para o que buscam no momento. Isso pode atrasar o preparo para realizar o exame de proficiência, pois muitos terminam estudando coisas que não caem na prova. 

O curso de inglês para fins acadêmicos deve então focar no ensino da leitura e compreensão de textos científicos em inglês em um primeiro momento. Isso não significa que você fechará as portas para as outras habilidades do idioma, mas priorizará aquilo que você precisa com maior urgência

A verdade é que não existe uma receita de bolo quando se fala em aprender idiomas, e o ideal é escolher a metodologia que leva você para mais perto de alcançar seus  objetivos.

Inglês instrumental focado no exame de proficiência de Mestrado e Doutorado

Um bom curso preparatório para o exame de proficiência trabalha principalmente com técnicas de compreensão focadas na prova, da primeira à última aula, independentemente do nível de conhecimento em inglês do aluno.

 O método deve se basear primariamente na tradução continuada de textos, inicialmente fáceis, cujo nível de dificuldade aumenta conforme o avanço nos estudos.

Assim, o estudante trabalha exatamente com a habilidade que precisa aperfeiçoar e, ao mesmo tempo, enriquece seu vocabulário em inglês.

Esse tipo de curso não deve ter um foco na gramática em si, mas sim no vocabulário recorrente no meio acadêmico. Isso porque o tempo restrito que a maioria dos estudantes de pós têm para aprender o idioma, deve ser levado em conta, e dessa forma, é importante trabalhar primeiro o estritamente necessário. 

 

Inglês Instrumental: Inglês para Negócios

Outra vertente muito buscada por estudantes é o estudo de Inglês voltado para Negócios (business English). Também é muito comum que muitos optem por um curso de inglês mais generalista, quando o que buscam é dominar inglês para negócios. Nesse caso também se observa muita frustração pois  o mundo de negócios e empreendedorismo conta com vocabulários e termos muito específicos, que normalmente não são muito abordados em cursos genéricos.

Além disso, é importante compreender a relevância de palavras utilizadas comumente dentro do contexto de negócios, de forma que o ideal é um professor que não só compreenda o Inglês, mas também entenda bem do mundo corporativo. 

Se você quiser compreender melhor as diferenças e começar a ingressar nesse âmbito do idioma, um bom ponto de partida é a leitura de jornais e revistas da área, como o Wall Street Journal

 

Inglês Instrumental: Curso de Inglês Focado no Teste ANPAD

A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, criou um Teste específico para quem é da área de negócios (administração e contabilidade) 

O Teste ANPAD é aplicado nacionalmente e utilizado em mais de 220 cursos de Pós-Graduação nas áreas de Administração e Ciências Contábeis, tanto na modalidade acadêmica quanto profissional.  Neste teste o aluno terá que fazer uma prova que envolve diferentes áreas do conhecimento sendo uma delas o INGLÊS. 

O curso focado para a prova de inglês do teste Anpad deve trazer vocabulário da área de negócios, o que é essencial já que sem essa base de vocabulário o aluno teria muita dificuldade, ainda que conheça diversas técnicas de leitura e estratégias de resolução de provas. Seria como fazer uma casa só de cimento sem os tijolos.

Juntamente com o desenvolvimento do vocabulário o aluno deve aprender a resolver exercícios com provas anteriores, aprender gramática a partir da compreensão do texto e não apenas aprendendo “pegadinhas” e truques de resolução.

Pegadinhas e truques só são úteis para quem tem algum conhecimento. 

Conheça o Curso Preparatório para o Exame da ANPAD.

 

Inglês Instrumental para a Medicina

Inglês Instrumental para a Medicina

Uma profissão que permite e, às vezes, demanda uma alta frequência de experiências internacionais é a medicina. Seja porque o estudante está em busca de um mestrado, doutorado ou outra especialização no exterior, ou mesmo para viajar com programas como o Médico Sem Fronteiras. O inglês é essencial.

Mas, assim como no caso do inglês para negócios, o inglês aplicado na medicina é significativamente diferente. O vocabulário necessário definitivamente não será ensinado em cursos mais básicos ou generalistas. Investir em Inglês Instrumental é uma opção excelente se seu objetivo está relacionado a uma especialização ou profissionalização médica.

 

Onde Aprender Inglês Instrumental?

O primeiro passo para definir o curso ideal para você é entender exatamente quais são os seus objetivos com um curso de inglês. Depois, estabeleça o prazo que você possui para esses objetivos, bem como  o tempo disponível para estudo semanal.

Com isso definido, é hora de buscar por cursos de inglês já específicos.

Procure um curso que você se identifique, ou seja, que combina com você, vamos listar alguns pontos que, em geral, os alunos veem como importantes para o bom aproveitamento do curso:

- Metodologia usada nas aulas: Você consegue entender bem os professores e acompanhar a aula?

- Conheça os professores, você está entrando num universo acadêmico diferente do que seria o inglês do dia a dia .... estamos falando de inglês acadêmico, de pesquisas e artigos científicos é importante que seu professor conheça essa realidade.

- Procure saber sobre o conteúdo do curso. Veja se os textos e exercícios estão alinhados com o que você precisa para a prova.

- Qualidade e quantidade de conteúdo. Veja se você sente que tem uma quantidade suficiente de aulas e se a cada aula você aprende coisas novas.

- O horário de aula e estudo se encaixa na sua rotina?

- Você tem contato com o professor e colegas caso tenha alguma dificuldade ou dúvida?

 - Você terá suporte caso precise adequar sua agenda de estudo ou caso tenha alguma dificuldade no uso dos recursos do curso?

 Muitas vezes o que impede o aluno de avançar no estudo é a organização dos estudos, um suporte e acompanhamento pode fazer total diferença. Verifique se você terá esse apoio.

Pesquise no reclame aqui e veja se a escola tem muitas reclamações.

De preferência procure conhecer na prática, ou seja, experimente... Assista algumas aulas e pergunte sobre TUDO!!! 

Com a experiência de mais de 12 anos ajudando mestrandos e doutorandos a passarem na prova de proficiência e a dominarem a leitura de artigos científicos em inglês, desenvolvemos nossos cursos exclusivos.

Nossos alunos contam com conteúdo direcionado, desenvolvimento de vocabulário, treino de resolução de prova, aulas ao vivo e gestão e acompanhamento do aluno. 

  • Curso Preparatório para o Exame de Proficiência para Mestrado e Doutorado;
  • Leitura de Artigos Científicos em Inglês;
  • Curso preparatório para ANPAD;
  • Curso exclusivo de proficiência para FUCAPE;

Venha experimentar um pouquinho do que temos a oferecer!

Converse agora mesmo com nossa equipe de vendas, tire todas suas dúvidas ou garanta sua vaga.

cross linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram